Presidio onde El Chapo pode passar o resto da vida é considerada a mais segura da América

Caso a Justiça dos Estados Unidos confirme, em 25 de junho, a pena de prisão perpétua ao narcotraficante mexicano Joaquín "El Chapo" Guzmán, provavelmente ele passará o resto da vida no Supermax, presídio federal de segurança máxima no estado do Colorado.

Lá, segundo a agência Associated Press, de acordo com o regime aplicado aos prisioneiros, o narcotraficante ficaria isolado em uma cela com menos de oito metros quadrados, permanecendo 23 das 24 horas do dia confinado. Até as refeições são feitas na solitária, sem contato com os outros presos.

Cela no presídio Supermax, no estado norte-americano do Colorado, em foto de 1994. — Foto: Mark Reis/The Gazette via AP, File

Os outros detentos da Supermax, que abriga 400 presidiários, cometeram crimes gravíssimos e são considerados perigosos para a Justiça norte-americana. Entre eles, estão Zacarias Moussaoui, uma das cabeças por trás dos ataques de 11 de Setembro, em 2001, e Dzokhar Tsarnaev, autor do atentado a bomba na maratona de Boston, em 2013.

Dificilmente, porém, El Chapo vai se encontrar com eles. Aliás, o único contato que o narcotraficante terá com o lado de fora da prisão será uma janelinha com pouco mais de 10 centímetros de largura. – além de uma televisão, a única regalia a que terá direito.